Sobre o curso

O curso apoiará a capacitação de profissionais dos setores público e privado, visando à implementação de governança, gerenciamento de riscos e oportunidades e reporte de ações no contexto de uma economia voltada à mitigação e adaptação à mudança global do clima.

Objetivo

Formar profissionais que conheçam os contornos regulatórios do tema e que possuam ferramental para desenvolver suas atividades profissionais de forma a contribuir para a mitigação e adaptação à mudança global do clima.

Diferenciais do curso

O curso será ministrado por docentes que reúnem sólido conhecimento sobre o tema, didática para o ensino da matéria e vivência prática. A dinâmica do curso permitirá que o aluno aplique o conteúdo aprendido em exercícios realizados durante as aulas, sob orientação dos docentes.

Público-Alvo 

Engenheiros (ambiental, sanitário, de produção, agrônomo, florestal, de materiais, de alimentos, de segurança do trabalho, petróleo e gás, civil, entre outros), advogados, gestores ambientais, compliance officer, biólogos, químicos, administradores, economistas, empresários, consultores, agentes e servidores públicos, profissionais que desejam se capacitar sobre o tema

Conteúdo do Curso

AULA 1

Marco regulatório internacional sobre clima;
Legislação brasileira aplicável;
Tendências e reflexos da legislação europeia para exportadores brasileiros (participação especial, direto da UE, Bruno Galvão);
Padrões e normas voluntárias.

AULA 2

Reflexos da regulação na atividade empresarial;
Estruturação de governança climática;
Assunção e monitoramento de compromissos empresariais;
Análise de cases.

AULA 3

Conhecendo as suas emissões de GEE e oportunidades para redução;
Frameworks e normas técnicas aplicáveis;
Exercício prático para a elaboração de inventários.

AULA 4 

Instrumentos de precificação de carbono (taxação e mercado de carbono);
Elementos econômicos para a tomada de decisão no contexto da redução e compensação de emissões.

AULA 5

Divulgação de questões climáticas para o mercado;
Regulação CVM e padrões voluntários;
Exercício prático.

AULA 6

Intersecção da economia circular e das mudanças climáticas;
Oportunidades para redução de metano no setor de resíduos e saneamento;
Articulação setorial para elaboração de planos setoriais para mitigação de mudança global do clima.

Modalidade Ao vivo

É ideal para quem busca praticidade, autonomia e comodidade, além de possibilitar contato direto com seus colegas e professores.
As aulas virtuais (lives) dão autonomia para o aluno estudar onde e como quiser!

É fundamental a participação do aluno nas aulas ao vivo para o sucesso do aprendizado. Em casos excepcionais de ausência, é possível solicitar a gravação da aula perdida.

DOCENTES

Daniela Stump
Doutoranda e Mestre em Direito Ambiental pela USP, especialista em Direito Administrativo pela FGV. Professora das Disciplinas Marcos Regulatórios Internacionais em Sustentabilidade e Construção de Matriz de Risco – Mercados de Capitais. Advogada em São Paulo.

Fabricio Soler
Professor e coordenador do MBA Executivo em ESG da Trevisan Escola de Negócios. Consultor da ONU para o Desenvolvimento Industrial e da Confederação Nacional da Indústria para estudos ambientais, tendo participado de projetos na área ambiental junto ao Banco Internacional para Desenvolvimento e ao Banco Mundial. Conselheiro independente de Comitês de Sustentabilidade e ESG. Mestre em Direito Ambiental pela PUC, MBA em Infraestrutura pela FGV, especialista em Gestão e Negócios do Setor Energético pela USP e pós-graduado em Gestão Ambiental também pela USP. Indicado por prestigiosas publicações internacionais (Chambers and Partners, Leaders League, Latin Lawyer, The Legal 500 e Who's Who Legal), e nacional (Revista Análise Advocacia) como advogado admirado na área de Direito Ambiental.  

Bruno Galvão
Mestre (LL.M) em Direito pela Freie Universität Berlin (Berlim, Alemanha), sob orientação da Prof. Dr. Lydia Scholz. Realiza atualmente curso de extensão na Frankfurt School of Finance & Management para ser certificado como especialista em ESG e investimento de impacto. É advogado inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, na Ordem dos Advogados em Portugal e na Rechtsanwaltskammer Berlin como advogado europeu. Atua como Senior Trade Advisor na Alemanha

Carlos R V Silva Filho
Advogado, pós graduado em Direito Administrativo e Econômico pela Universidade Mackenzie; Diretor Presidente da ABRELPE – Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais; Vice Presidente da ISWA – International Solid Waste Association (Associação Internacional de Resíduos Sólidos); Coordenador geral da publicação anual Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil; Membro do Conselho Editorial do Atlas Global de Resíduos Sólidos, publicado pela ONU Meio Ambiente; Membro do Conselho Editorial da Revista Científica “Waste Management & Research”; Coautor do livro “Resíduos Sólidos: o que diz a lei” e de capítulos em diversas publicações sobre o tema resíduos sólidos e capítulos em outras obras e publicações especializadas.

Felipe Bottini
Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade de São Paulo (USP), pós-graduado em políticas ambientais e desenvolvimento internacional e mestre em sustentabilidade pela Harvard University (Extension School). Sócio-diretor na Green Domus e consultor sênior com mais 15 anos de experiência, responsável pela área de novos negócios, relações institucionais e projetos especiais junto às agências e governos internacionais. Presidente da Associação brasileira das empresas de verificação e certificação de inventários de emissões de gases de efeito estufa e relatórios socioambientais (ABRAVERI).

Yuri Rugai Marinho
Mestre em Direito Ambiental pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco – Universidade de São Paulo (USP). Consultor da Waterloo Global Science Initiative (Canadá) e do Kinship Conservation Fellowship Program (Estados Unidos).  Sócio Diretor na ECCON Soluções Ambientais.

Juliana Lopes
Head da unidade de negócios de Soluções Corporativas da Future Carbon Group. Gestora ambiental e jornalista, com MBA em Marketing e Mestrado em Administração com ênfase em sustentabilidade/ licença social para operar. Foi diretora por oito anos do CDP – Disclosure, Insight, Action (2011-2019), adquirindo ampla experiência na agenda ESG e mercados de carbono. Atuou também como gerente de engajamento do WWF-Brasil em projetos com comunidades tradicionais. Professora-convidada do curso de Pós-graduação em Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Questões Globais, da FAAP (2011-2013) e do Curso Inventários de Emissões de Gases de Efeito Estufa, da Cetesb (2011-2014).