Sobre o curso

Como diz o jargão corporativo: “depois da méta, o método”. E qual o papel do líder? Ele é essencial, não apenas na fase de planejamento e criação dos indicadores, mas em todo o procesos de execução e acompanhamento dos projetos a partir de métodos e técnicas de gestão. A liderança fornecerá todo o suporte emocional e, principalmente, o direcionamento das ações e prioridades para realização das entregas nos projetos e resultados da equipe.

Em uma era em que as pessoas têm tanta urgência para executar suas atividades diárias e lidar com as diversas variáveis do chamado Mundo BANI (Brittle, Anxious, Nonlinear e Incomprehensible ou, em português,Frágil, Ansioso, Não linear e Incompreensível), investir em cursos de longa duração pode não ser a melhor decisão.

Isso porque o ritmo de aprendizagem mudou e as rotinas mudaram. Pense: quais as chances de um colaborador prestar atenção em curso de horas sequências em um treinamento corporativo? Ou um aluno passar meses em um curso para adquirir conteúdos mais aplicados e que pode usar rapidamente? Para este contexto, surge o Microlearning como um modelo de ensino-aprendizagem para acompanhar esse ritmo acelerado e um de seus componentes é o snack learning, com a criação de “porções menores” de conteúdos mais objetivos e direcionados. 

Peraí: a hora do lanche? O que isso tem a ver com educação? Tudo! Os snacks learning são pequenos trechos de conteúdo que trazem conteúdos direcionados e aplicados. Podemos dizer que são cursos do tamanho “mordida” e facilmente digeridos. Representam oportunidades de aprendizado mais curtas e condensadas que podem ser mais efetivas do que longos dias de treinamento, no caso de educação corporativa ou de longos cursos conceituais ou teóricos em educação superior.

Hoje ninguém tem tempo nem perfil para ficar várias horas em um curso online. Buscamos, muitas vezes, um conteúdo aplicado e que possa resolver algum problema ou nos trazer insights sobre assuntos de nosso dia-a-dia corporativo. 

Diferentes formatos de e-learning têm revolucionado o aprendizado em todo o mundo e permitido maior difusão de conhecimento nas mais diversas áreas.  E uma deles são os snacks learning, que surgem como uma proposta de conteúdos curtos, intensos e objetivos. O aluno tem contato com pequenos blocos de conteúdo, que pode acessar no computador ou celular e vai se adquirindo o conhecimento necessário. 

Eles tem duração de 1 hora, mas são capazes de impactar com o aluno com apresentação de uma ferramenta de gestão, um conceito na prática, a forma de executar uma metodologia, dentre outros. 

Em um snack learning, os conteúdos são enriquecidos com materiais de apoio para que a lógica dos temas possa se compreendida com facilidade, de forma instigante e associada à realidade. 

Os snacks learning possuem uma videoaula, que já é um modelo consolidado e uma mídia à qual as pessoas já estão acostumadas, além de atende à necessidade de conteúdos curtos e favorece o acesso pelo dispositivo móvel. No entanto, ela sempre vem acompanhada de outros objetos de aprendizagem que complementam a vertente prática destes formato, como podcasts, infográficos, ebooks, guias da aula (slim guide ou one-page), desafios de aprendizagem, quizzes e outros elementos que estimulam uma aprendizagem direcionada.

Mas não é por ser rápido que não tem avaliação! Em geral, os conhecimentos são avaliados por ferramentas online e de feedback instantâneo, como quizzes com gabaritos comentados e recheados com exemplos para ilustar.

Por sua versatilidade, os cursos ofertados no formato de “snacks” possibilitam a disseminação de conteúdos personalizados em trilhas de aprendizagem adaptadas às diferentes realidades e interesses. Os alunos podem acessar esses lanches de conhecimento entre reuniões ou em movimento. Eles também são muito úteis quando começam a aprender sobre um tópico ou avaliarem se precisam de aprofundamento sobre o assunto.

A ideia é que os snacks learning estimulem a busca constante por atualização, porém com autonomia do aluno para escolher quando fazer e quais assuntos lhe interessam a partir de trilhas de aprendizagem, customizando a sua jornada.

Objetivo

Apresentar a importância do método de trabalho nos processos de gestão e sua relação com a performance das equipes, em alinhamento com as diretrizes para projetos e estratégia organizacional.

Corpo Docente

Yuri Trafane é empresário, escritor e coach, possui larga experiência como executivo. Atua também como professor de Pós-Graduação/MBAs e atualmente dirige a Ynner Treinamentos, empresa de treinamento e desenvolvimento. formou-se em Gestão Mercadológica pela ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) após estudar Química na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Tem dois MBAs (Master of Business Administration) – um pela USP (Universidade de São Paulo) e outro pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) – seguido de um Pós-MBA pela FIA (Fundação Instituto de Administração) e uma Especialização em Gestão por Competências.
Sobre sólido embasamento conceitual, construiu sua experiência profissional em empresas reconhecidas – Johnson & Johnson, Unilever, Parmalat, Bauducco e Grupo Abril, por exemplo. Atualmente dirige a Ynner Treinamentos, empresa de treinamento e desenvolvimento onde atua como consultor de diversas empresas de grande representatividade no universo empresarial, tais como: Nestlé, Bayer, Bosch, Sanofi, Medley, Nívea, Eaton, Goodyear, Hering, Ultracargo, Chilli Beans, Mercedes, Agroceres, Anhanguera e Walmart.
É professor de Gestão, Estratégia e Marketing em cursos universitários e de MBA, além de coach certificado pela Association for Talent Development nos Estados Unidos, com especialização em Strength Based Coach pela Gallup/USA. Foi fundador e Presidente do Comitê de Empreendedorismo da Câmara Americana de Comércio em Campinas, onde é hoje Membro do Conselho. É autor do livro “A Venda com Corpo, Mente e Alma” e colaborador dos livros “Liderança Empresarial” e “Os Desafios da Liderança”.